quarta-feira, dezembro 20, 2006

Post partilhado...

...

Hoje tive de ir a uma festa, de Natal, da Santa Casa da Misericórdia aqui de Elvas.
Como era para fazer uma peça 'mais alargada', falei com uma utente (de 96 anos) e com outra senhora, que só estava de visita.
Que queridas!
E tão lúcidas!

A segunda senhora, de nome Arlete Mourão, perguntou-me logo de onde era.
Respondi "sou de Coimbra".
"- Oh minha querida, dê cá um beijinho! (a puxar-me para ela) Ai, só o Mondego, só o Mondego!"
Ou seja, estudou em Coimbra, onde teve alguns namorados e onde, depois, encontrou o actual marido.
Hoje, tem 7 filhos, 21 netos e 4 bisnetos.
E adora Coimbra!
E eu adoro-a a ela!
:)
A dizer-me que era bonita, para não perder "essa beleza... é que às vezes perde-se!".

Enfim, nem me apetecia vir embora.
Fizeram-me tão bem.
E acredito ter-lhes feito bem a elas, pelo menos um bocadinho!


Isto, para dizer também que já encontrei várias pessoas que conhecem Coimbra, que vão muitas vezes até Coimbra, que adoram a (minha) cidade.
Fico toda orgulhosa, pois claro!

4 Comments:

Blogger Badala said...

Dar amor e receber... aquece-nos o coração e faz-nos sorrir.

10:59 da tarde, dezembro 20, 2006  
Blogger Tozé Franco said...

Coimbra é assim.
Às vezes precisamos de sair daqui para nos apercebermos.
o Natal.
Um abraço.

8:09 da tarde, dezembro 21, 2006  
Blogger manuel neves said...

Viva!

Coimbra faz parte de mim. Em Coimbra nasci e vivi até aos 8 anos. Quis a vida levar-me para outras paragens até aos 18 anos. A correr para a minha cidade, a minha verdadeira terra. Reconheço-o agora.

Bem me lembro, lá longe no Canadá, agarrado a uma fotografia de ponte de Santa Clara e chorar copiosamente, de saudades e também de alegria de saber que o regresso estava para perto.

Um Santo Natal

12:11 da manhã, dezembro 22, 2006  
Blogger GK said...

Ainda bem que tens esse coração sensível. Não o percas... É que, às vezes, também se perde...

Bj.

1:17 da manhã, dezembro 30, 2006  

Enviar um comentário

<< Home