domingo, novembro 12, 2006

Coimbra, 13 de Outubro de 1968


"Oito horas de sonambulismo nos campos do Mondego, cobertos de quietude e de toalhas de água, onde a alma se embebeda de silêncio e os choupos se narcisam.
Esta paisagem coimbrã tem o diabo dentro dela. No Alentejo, caminho; em Trás-os-Montes, trepo; aqui, levito."

Miguel Torga, in Diário XI

4 Comments:

Blogger Rosario Andrade said...

Bom dia!
Torga, um dos meus favoritos. Meu conterraneo também. De Coimbra guardo quase vinte anos de recordaçoes... as minhas histórias têm cores e formas em telas... servem?
Bjico ancho

11:24 da manhã, novembro 13, 2006  
Blogger GK said...

Grande estreia, amiga! Muito bom! :)
Continua!!! ;)

Bj.

9:38 da tarde, novembro 13, 2006  
Blogger GK said...

Rosário Andrade:

TODAS as histórias são bem vindas em coimbradosamores@gmail.com, tenham a forma que tiverem. Desde que Coimbra esteja em destaque, teremos um enorme prazer em - com a devida autorização - postar as contribuições que nos chegarem!

Bj e obrigada!

9:43 da tarde, novembro 13, 2006  
Blogger Badala said...

A fotografia é lindíssima. que bem que fica o espelho d` água.

Um abraço.

12:04 da tarde, novembro 18, 2006  

Enviar um comentário

<< Home